Arquivo do autor:Carlos Amorim

Sobre Carlos Amorim

Carlos Amorim é jornalista profissional há mais de 40 anos. Começou, aos 16, como repórter do jornal A Notícia, do Rio de Janeiro. Trabalhou 19 anos nas Organizações Globo, cinco no jornal O Globo (repórter especial e editor-assistente da editoria Grande Rio) e 14 na TV Globo. Esteve no SBT, na Rede Manchete e na TV Record. Foi fundador do Jornal da Manchete; chefe de redação do Globo Repórter; editor-chefe do Jornal da Globo; editor-chefe do Jornal Hoje; editor-chefe (eventual) do Jornal Nacional; diretor-geral do Fantástico; diretor de jornalismo da Globo no Rio e em São Paulo; diretor de eventos especiais da Central Globo de Jornalismo. Foi diretor da Divisão de Programas de Jornalismo da Rede Manchete. Diretor-executivo da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão, onde implantou o canal de notícias Bandnews. Criador do Domingo Espetacular da TV Record. Atuou em vários programas de linha de show na Globo, Manchete e SBT. Dirigiu transmissões de carnaval e a edição do Rock In Rio 2 (1991). Escreveu, produziu e dirigiu 56 documentários de televisão. Ganhou o prêmio da crítica do Festival de Cine, Vídeo e Televisão de Roma, em 1984, com um especial sobre Elis Regina. Recebeu o prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, em 1994, na categoria Reportagem, com a melhor obra de não-ficção do ano: Comando Vermelho – A história secreta do crime organizado (Record – 1994). É autor de CV_PCC- A irmandade do crime (Record – 2004) e O Assalto ao Poder (Record – 2010). Recebeu o prêmio Simon Bolívar de Jornalismo, em 1997, na categoria Televisão (equipe), com um especial sobre a medicina em Cuba (reportagem de Florestan Fernandes Jr). Recebeu o prêmio Wladimir Herzog, na categoria Televisão (equipe), com uma série de reportagens de Fátima Souza para o Jornal da Band (“O medo na sala de aula”). Como diretor da linha de show do SBT, recebeu o prêmio Comunique-se, em 2006, com o programa Charme (Adriane Galisteu), considerado o melhor talk-show do ano. Em 2007, criou a série “9mm: São Paulo”, produzida pela Moonshot Pictures e pela FOX Latin America, vencedora do prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de melhor série da televisão brasileira em 2008. Em 2008, foi diretor artístico e de programação das emissoras afiliadas do SBT no Paraná e diretor do SBT, em São Paulo, nos anos de 2005/06/07 (Charme, Casos de Família, Ratinho, Documenta Brasil etc). Vencedor do Prêmio Jabuti 2011, da Câmara Brasileira do Livro, com “Assalto ao Poder”. Autor de quatro obras pela Editora Record, foi finalista do certame literário três vezes. Atuou como professor convidado do curso “Negócios em Televisão e Cinema” da Fundação Getúlio Vargas no Rio e em São Paulo (2004 e 2005). A maior parte da carreira do jornalista Carlos Amorim esteve voltada para a TV, mas durante muitos anos, paralelamente, também foi ligado à mídia impressa. Foi repórter especial do Jornal da Tarde, articulista do Jornal do Brasil, colaborador da revista História Viva entre outras publicações. Atualmente, trabalha como autor, roteirista e diretor para projetos de cinema e televisão segmentada. Fonte: resumo curricular publicado pela PUC-RJ em “No Próximo Bloco – O jornalismo brasileiro na TV e na Internet”, livro organizado por Ernesto Rodrigues em 2006 e atualizado em 2008. As demais atualizações foram feitas pelo autor.

Folha de S. Paulo: “Bolsonaro diz ter vontade de baixar decreto para população poder trabalhar”. OMS: “Mundo tem 700 mil contaminados, com 150 mil recuperados e mais de 33 mil mortos”. E o resto é bobagem ou total irresponsabilidade.

                                   O presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, quer porque quer liberar as pessoas para sair às ruas e voltar a trabalhar. Contraria a opinião de todo o mundo civilizado, que chora a morte de mais de 30 mil vitimas … Continuar lendo

Publicado em Politica e sociedade | Deixe um comentário

O vírus da morte nos presídios: especialistas afirmam que superpopulação e insalubridade podem provocar milhares de vítimas nas cadeias brasileiras.

                                    Os sindicatos dos agentes e funcionários dos presidis de São Paulo denunciam: o coronavírus já está dentro das celas, levado por visitas, advogados e pelos próprios servidores do sistema penal. O governo paulista desmente, informando que estão sendo tomadas … Continuar lendo

Publicado em Politica e sociedade | Deixe um comentário

Coronavírus: governo insiste em suspensão de contratos de trabalho e redução de salários para salvar empresas; oferece 200 reais/mês aos trabalhadores informais. Militares alertam para o risco de confrontações sociais.

                                    No patético discurso que fez à Nação, querendo encerrar a quarentena contra o vírus, o presidente Jair Bolsonaro disse que o confinamento levaria ao caos econômico e social. Chegou a assinar um decreto declarando as igrejas como essenciais à … Continuar lendo

Publicado em Politica e sociedade | Deixe um comentário

O presidente, aconselhado pelo (des)ministro da economia e um grupo de empresários irresponsáveis, tentou suspender o pagamento de salários por 4 meses. Um tiro fatal no país.

                                Na sexta-feira, em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro se reúne com um grupo de 11 empresários. Não se sabe se o encontro foi por … Continuar lendo

Publicado em Politica e sociedade | Deixe um comentário

Crise com a China coloca agronegócio na oposição a Bolsonaro. O país asiático é o maior comprador de grãos e carnes do Brasil. A direita se divide.

                         Governo chinês reage indignado às declarações de Eduardo Bolsonaro, que acusou o maior parceiro comercial do Brasil de ser o responsável pela pandemia do coronavírus. Eduardo Bananinha, como foi definido pelo vice Mourão, aparentemente acredita que a crise sanitária … Continuar lendo

Publicado em Politica e sociedade | 1 Comentário

Coronavírus: PCC ordena fuga em massa de presos do regime semiaberto em São Paulo. Cancelamento de visitas e ameaça à “saidinha” da Páscoa aumentam a tensão no sistema penal.

                                   No início da noite desta segunda-feira (16 mar), houve início de rebeliões em 15 cadeias paulistas, apesar de o governo estadual só admitir quatro. Centenas de presos do semiaberto fugiram atropeladamente e não encontraram resistência. Algo dessas proporções (fala-se … Continuar lendo

Publicado em Politica e sociedade | Deixe um comentário

Polícia investiga movimento neonazista em São Paulos. Três grupos, reunindo mais de 100 militantes, já foram identificados.

O clima geral de intolerância no país, a crise econômica, o desemprego e a postura ultradireitista do governo têm criado um cenário propício ao surgimento de grupos radicais. Na região metropolitana de São Paulo, observamos o surgimento de simpatizantes do … Continuar lendo

Publicado em Politica e sociedade | Deixe um comentário