Morreu de câncer, aos 83 anos, o coronel linha-dura Carlos Alberto Brilhante Ustra, acusado de sequestro, tortura e morte de presos políticos no regime militar. Em Brasília, o “Major Curió”, também idoso e doente, confessa a execução de prisioneiros durante a Guerrilha no Araguaia.

araguaia_02_capa

O livro, deste autor.

Anúncios
Marcar como favorito o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s