Araguaia: Nosso pequeno Vietnã

Na edição de maio da revista História Viva, inteiramente dedicada aos “anos de chumbo” da ditadura militar no Brasil, os grandes eventos do regime militar (1964-1985) serão discutidos e narrados por historiadores, escritores e jornalistas. Neste número da revista, da qual sou colaborador com certa regularidade, estarei publicando um longo artigo sobre a guerrilha do Araguaia, “o mais longo enfrentamento entre a esquerda armada e a ditadura”.

O movimento guerrilheiro, organizado pelo PC do B (Partido Comunista do Brasil) na região do Bico do Papagaio, ao longo do rio Araguaia, começou em 1966 e durou dez anos. Teve como ato final o cerco e a execução de integrantes do Comitê Central da organização comunista em 1976, no bairro da Lapa, em São Paulo. O combate á guerrilha foi, provavelmente, a maior mobilização militar brasileira desde a Segunda Guerra Mundial. Três expedições, totalizando entre 10 e 15 mil homens, foram enviadas à região de mata cerrada e grandes rios.

Os documentos oficiais sobre a guerrilha são considerados ultrassecretos até hoje, o que deixa muitas perguntas sem resposta. É uma história de violência, tortura, assassinatos e desaparecidos. Entre as forças armadas ocorreram muitas baixas, em combates na mata fechada. O número total de mortos pode ter chegado a 92.

A edição de maio de História Viva (Dueto Editora, do grupo Ediouro) traz alguma luz sobre episódios ainda desconhecidos da resistência contra a ditadura militar. Vale a pena conferir.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Violência e crime organizado. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Araguaia: Nosso pequeno Vietnã

  1. Ronaldo Pinheiro disse:

    Conhecer nossa história é extremamente importante para entendermos o presente e o que possa vir a ser nosso futuro, se for possivel compartilhar esse material, gostaria muito de recebelo.

    Curtir

    • carlos amorim disse:

      Ronaldo,
      obrigado por acompanhar o site.
      Conhecer a história é fundamental para mudar os destinos de um país tão cheio de contrastes como o nosso.
      Esse meu novo trabalho eestá na fase inicial e só devo conluir o livro no final de 2013. Para vc ter uma boa idéia do que aconteceu no Araguaia, sugiro a leitura de “Operação Araguaia”, da Geração Editorial.
      abs
      Camorim

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s