Record vai relançar “Comando Vermelho”

A Editora Record vai relançar o livro “Comando Vermelho – A história secreta do crime organizado”. Esta foi a minha primeira publicação a respeito do fenômeno da violência urbana e do crime organizado no Brasil. Chegou às livrarias em 1994 e foi premiado com o Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, na categoria “Reportagem”. Foi o primeiro volume da trilogia que inclui “CV_PCC – A irmandade do crime” (2004) e “Asssalto ao Poder: O crime organizado” (2010). Assim, no início do próximo ano, todo o trabalho, que reúne mais de 1.400 páginas impressas, estará disponível para os leitores.

O “CV” será reimpresso sem alterações no texto original, a não ser um novo prefácio, do jornalista Domingos Meirelles (O Globo, Jornal da Tarde, Globo Repórter, Fantástico, Linha Direta) e uma nota explicativa do autor. Dessa vez, será em formato livro de bolso, uma edição popular, para venda em bancas de jornais, rodoviárias, aeroportos etc. E terá preços acessíveis. “Comando Vermelho – A história secreta do crime organizado” foi a primeira investigação jornalística a desvendar os bastidores do surgimento de uma organização de presos comuns nas cadeias brasileiras, na segunda metade dos anos 1970 e no início dos anos 1980, como resultado da convivência entre presos políticos e comuns na Ilha Grande, durante a ditadura militar.

Para quem não conhece a história desde o início, é preciso considerar que muitos de seus personagens já não estão entre nós – e novos elementos surgiram ao longo dos anos.

Sobre Carlos Amorim

Carlos Amorim é jornalista profissional há mais de 40 anos. Começou, aos 16, como repórter do jornal A Notícia, do Rio de Janeiro. Trabalhou 19 anos nas Organizações Globo, cinco no jornal O Globo (repórter especial e editor-assistente da editoria Grande Rio) e 14 na TV Globo. Esteve no SBT, na Rede Manchete e na TV Record. Foi fundador do Jornal da Manchete; chefe de redação do Globo Repórter; editor-chefe do Jornal da Globo; editor-chefe do Jornal Hoje; editor-chefe (eventual) do Jornal Nacional; diretor-geral do Fantástico; diretor de jornalismo da Globo no Rio e em São Paulo; diretor de eventos especiais da Central Globo de Jornalismo. Foi diretor da Divisão de Programas de Jornalismo da Rede Manchete. Diretor-executivo da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão, onde implantou o canal de notícias Bandnews. Criador do Domingo Espetacular da TV Record. Atuou em vários programas de linha de show na Globo, Manchete e SBT. Dirigiu transmissões de carnaval e a edição do Rock In Rio 2 (1991). Escreveu, produziu e dirigiu 56 documentários de televisão. Ganhou o prêmio da crítica do Festival de Cine, Vídeo e Televisão de Roma, em 1984, com um especial sobre Elis Regina. Recebeu o prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, em 1994, na categoria Reportagem, com a melhor obra de não-ficção do ano: Comando Vermelho – A história secreta do crime organizado (Record – 1994). É autor de CV_PCC- A irmandade do crime (Record – 2004) e O Assalto ao Poder (Record – 2010). Recebeu o prêmio Simon Bolívar de Jornalismo, em 1997, na categoria Televisão (equipe), com um especial sobre a medicina em Cuba (reportagem de Florestan Fernandes Jr). Recebeu o prêmio Wladimir Herzog, na categoria Televisão (equipe), com uma série de reportagens de Fátima Souza para o Jornal da Band (“O medo na sala de aula”). Como diretor da linha de show do SBT, recebeu o prêmio Comunique-se, em 2006, com o programa Charme (Adriane Galisteu), considerado o melhor talk-show do ano. Em 2007, criou a série “9mm: São Paulo”, produzida pela Moonshot Pictures e pela FOX Latin America, vencedora do prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de melhor série da televisão brasileira em 2008. Em 2008, foi diretor artístico e de programação das emissoras afiliadas do SBT no Paraná e diretor do SBT, em São Paulo, nos anos de 2005/06/07 (Charme, Casos de Família, Ratinho, Documenta Brasil etc). Vencedor do Prêmio Jabuti 2011, da Câmara Brasileira do Livro, com “Assalto ao Poder”. Autor de quatro obras pela Editora Record, foi finalista do certame literário três vezes. Atuou como professor convidado do curso “Negócios em Televisão e Cinema” da Fundação Getúlio Vargas no Rio e em São Paulo (2004 e 2005). A maior parte da carreira do jornalista Carlos Amorim esteve voltada para a TV, mas durante muitos anos, paralelamente, também foi ligado à mídia impressa. Foi repórter especial do Jornal da Tarde, articulista do Jornal do Brasil, colaborador da revista História Viva entre outras publicações. Atualmente, trabalha como autor, roteirista e diretor para projetos de cinema e televisão segmentada. Fonte: resumo curricular publicado pela PUC-RJ em “No Próximo Bloco – O jornalismo brasileiro na TV e na Internet”, livro organizado por Ernesto Rodrigues em 2006 e atualizado em 2008. As demais atualizações foram feitas pelo autor.
Esse post foi publicado em Comando Vermelho. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Record vai relançar “Comando Vermelho”

  1. Interessante a iniciativa. Incluindo os preços populares que tornam o livro mais acessível. Se bem que sempre acho uma desculpa furada quando o sujeito culpa o preço pela não aquisição de um livro. Não raro, é o mesmo cara que faz uma festa na sexta-feira e deixa R$ 80 em cerveja.
    Parabéns pelo seu trabalho. Admiro os trabalhos sérios voltados à Segurança Pública pois percebo que é de longe o maior problema do Brasil. Creio que existe má vontade da população em entender o assunto. Existe também um gigantesco do rico contra o pobre e o contrário também acontece. São diversas situação que fazem com que as soluções se tornem difíceis pois a exigência de “ações emergênciais” é cotidiana. Exigência esta que faz o Estado se preciptar por completo na grande maioria das vezes.
    Mas o jeito é não perder a esperança e trabalhar sério. Acredito que, com otimismo, em breve teremos uma reciclagem política no Brasil (o Tiririca será presidente), e talvez tenhamos ações mais concretas, humanas e que objetivem o bem estar da população em geral, respeitando a vida e punindo todos que merecem ser punidos.

    Um abraço

    OBS: pretendo trabalhar com segurança pública. Ainda não sei de que forma. Trabalho com jornalismo atualmente, mas pretendo atuar mais diretamente na questão da segurança. Já pensei até em ser polícial. Tem alguma dica de alguma forma de ingresso e atuação ? Algum curso? Alguma porta de entrada neste sistema?

    Curtir

  2. Correção:

    na frase “Existe também um gigantesco do rico contra o pobre e o contrário também acontece”, faltou a palavra PRECONCEITO.

    Existe também um gigantesco preconceito do rico contra o pobre e o contrário também acontece.

    Curtir

    • carlos amorim disse:

      Carmelo,
      é muito difícil encontrar pessoas interessadas nesse tema – mais ainda querendo atuar na área, como é o seu caso.
      Sugiro que você se informe sobre a Academia da Polícia Federal, cujo ingresso é através de exame público, como se fosse um vestibular. Na PF há várias carreiras: polícia científica, informações, forças especiais, divisãon de narcóticos e muitas outras.
      Procure se informar no site da PF.
      Abraços,
      Camorim

      Curtir

  3. Joel Paviotti disse:

    Ótima noticia, é o unico livro da trilogia que está faltando na minha estante, e sabendo agora que será a preço popular, fico ainda mais feliz!

    Esses livros me levaram a area de pesquisa que quero seguir, o ultimo q li, O Assalto ao Poder, me levou ao site do Instituto Brasileiro Giovanni Falcone onde existe varios artigos relacionados ao crime organizado! Abraços!

    Curtir

  4. Joel Paviotti disse:

    Amorim!
    Existe data prevista para o lançamento?

    Curtir

  5. Tsc disse:

    Só consigo achar o livro em sites de livraria. Como não gosto de comprar deste modo, pq demoram horrores para entregar, além de pagar pelo frete, quais as livrarias do RJ disponibilizam este livro?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s