Dilma quer sair do impeachment com total controle político do governo. Só assim se livraria da herança lulista. Este é o projeto dela desde a reeleição.

 

lula e dilma 01

Dilma quer se livrar da herança de Lula. Foto do portal da Veja.

Informações de bastidores, postadas por um amigo jornalista de Brasília, na forma de um comentário aqui no site, revelam um ambiente curioso na capital. Na opinião do colega experiente, por estranho que pareça, a presidente Dilma pretende sobreviver ao impeachment e assumir o controle político total do governo. Quer se livrar da herança de Lula, que sempre marcou decisões importantes desde o primeiro mandato. Inclusive – e talvez principalmente – na formação do ministério. Análises palacianas dão conta de que a presidente tem 212 votos na Câmara, mais do que o suficiente para derrubar o processo de cassação.

O jornalista em questão é assessor direto de um dos ministros que integram o “núcleo duro” do governo, os homens de confiança da presidente. Pela relevância do texto, decidi publicar na forma de um pequeno artigo. Mas, infelizmente, não posso identificar o autor. Seria uma quebra de confiança imperdoável. Confira:

“Gostei muito do teu post sobre o impeachment. Só não comento porque, em minha posição, não posso falar nem escrever uma só vírgula sobre este tema. Você está bem situado, acho. Apenas acrescento que a formatação da luta anti-impeachment é muito singular. OU seja: Dilma chamou para ela o comando político do processo (elevadas chances de sair tudo errado), o que, em caso de vitória, lhe dará a autonomia diante de Lula que ela vem procurando desde a campanha eleitoral. Se vencer, o governo será só dela.

“Quanto a (Michel) Temer, se afastou de Dilma quando ela discordou de sua proposta de condução política. Temer disse-lhe que deveria fazer uma defesa institucional do mandato. Dilma preferiu um confronto direto, bate-boca contra Eduardo Cunha. Esta é a diferença real. A turma do núcleo duro da assessoria  acha que ela não devia levar o debate para o terreno do embate pessoal com Cunha, pois, tão logo o processo entre nos seus trâmites, desaparece a importância do deputado.

“Por outro lado, esses políticos acreditam que o confronto servirá para destravar o governo. Se vencer, Dilma poderá governar. Por enquanto, está tudo travado e a economia despencando. Aí estaria a questão: fazendo as contas, Dilma conta com 212 votos, ou seja, o suficiente para derrubar o processo no plenário da Câmara. Com essa segurança ela vai para o confronto. Interessante é que a luta na Câmara não é contra a oposição, mas dentro de sua própria base, que é a grande responsável pela paralisação da agenda do governo desde a posse. Atacar Temer pode ser um tiro no pé”.

Do texto, podemos extrair conclusões básicas: Eduardo Cunha some após a instalação da Comissão Especial do processo de impeachment, abandonado à própria sorte até pela oposição; se ela vencer, afasta Lula e o PT mais exigente; mas, como sabemos, Dilma não é nenhum primor em matéria de política e se comunica muito mal com o publico. Se ela tiver mesmo os 212 votos na Câmara, vence tranquilamente. Por isso a oposição quer deixar a votação para o ano que vem, mandando os deputados – de férias – para a praia e a fazenda. Quem sabe para Miami?

Cenas do próximo capítulo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Dilma quer sair do impeachment com total controle político do governo. Só assim se livraria da herança lulista. Este é o projeto dela desde a reeleição.

  1. Diana disse:

    Gostei!! Acho interessante q a Dilma se afaste do PIxuleco e só tem a perder se o fizer então tô feliz!

    Agora é a Dilma q tá querendo mudar o calendário e não a oposição q quer adiar.

    Beijos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s