Mais um suspeito de terrorismo é preso na Baixada Fluminense. Ele fez elogios ao Estado Islâmico na Internet. É o 13º suspeito encontrado pela polícia. Enquanto isso, em São Paulo, ocorre o maior sequestro da história do país.

terror na olimpiada 12

A mulher, a sogra e o dirigente da Fórmula 1: sequestro milionário.

                                   Na madrugada dessa quinta-feira (28 jul), agentes federais prenderam em Nova Iguaçu (RJ) mais um suspeito de terrorismo. É um jovem, filho de comerciantes libaneses, que viveu parte da infância em Beirute. Ele fazia elogios ao Estado Islâmico nas redes sociais. Responde a processo por porte ilegal de arma de fogo. A Polícia Federal fez a prisão à revelia das autoridades do Rio, tanto que o secretário da segurança, José Mariano Beltrame, declarou aos jornalistas que nada sabia sobre o caso. Parece que a colaboração entre os órgãos de segurança não é perfeita.

                                   Enquanto isso, as Forças Armadas fazem intensivos treinamentos de intervenção caso ocorra algum problema nos Jogos Olímpicos. Treinam especialmente para a eventualidade de ataques químicos, bacteriológicos ou radioativos. E também simulam situações com reféns. Mesmo assim, os comandantes asseguram que não há sinais concretos de perigo na Rio 2016. Os militares temem mais a ação de bandidos ligados às facções criminosas. Neste exato momento está em curso um grande caso de sequestro: a sogra do principal dirigente da Fórmula 1, o inglês Bernie Ecclestone, casado com uma brasileira, foi levada por um bando armado em São Paulo. Os sequestradores pediram resgate de 120 milhões de reais. A grande mídia mantém sigilo sobre o caso, o maior sequestro na história do Patropi. Isto é muito mais grave do que as ameaças terroristas. Ou não?

terror na olimpiada 13

                                   Tenho evitado citar os nomes dos suspeitos de terrorismo, porque as acusações são precárias e, ao menos no caso de hoje, inconsistentes. Mas todas as prisões foram efetuadas com mandado judicial, o que já é alguma coisa. No campo do adversário, como se diz no futebol, o inimigo está ativo. O Estado Islâmico acaba de inaugurar uma página do site “Nashir” em português. É o principal canal de comunicação da milícia extremista islâmica, que ocupa territórios do tamanho da Bélgica na Síria e no Iraque. O “Nashir” exibe vídeos de execuções e faz propaganda violenta contra o que chama de “cruzados” – ou seja: todo o mundo ocidental.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s