Surpresa total: Ibope e Datafolha refazem as contas e apresentam Dilma Rousseff como favorita para a votação de domingo. E com larga vantagem!

Para surpresa de todos, nesta quinta-feira (23 out), último dia da campanha presidencial pelo rádio e televisão, os dois maiores institutos de pesquisas do país apresentaram novos resultados para a corrida eleitoral: Dilma Rousseff (PT) surge na frente, com larga vantagem. O candidato Aécio Neves (PSDB), que vinha liderando, desabou repentinamente. Acompanhe os números para votos válidos, começando pelo Ibope: Dilma: 54% – Aécio: 46%

Segundo o Datafolha, os números são um pouco diferentes, mas a vantagem de Dilma permanece: Dilma: 53% – Aécio: 47%

Oscilando entre 6% e 8% de intenções de voto a mais do que Aécio, a candidata do PT venceria por uma diferença irrecorrível. No primeiro turno, votaram cerca de 102 milhões de brasileiros, com mais de 29 milhões de brancos, nulos e ausentes. De acordo com o Ibope, Dilma seria reeleita com 8.1 milhões de votos a mais do que Aécio. Pelas contas do Datafolha, a presidente obteria 6.1 milhões de votos a mais. Este resultado, alterando radicalmente as pesquisas anteriores, fez com que o Jornal Nacional (TV Globo) proclamasse: “se a eleição fosse hoje, Dilma estaria reeleita”. Os institutos estavam errados – ou fizeram uma conta de chegar?

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Surpresa total: Ibope e Datafolha refazem as contas e apresentam Dilma Rousseff como favorita para a votação de domingo. E com larga vantagem!

  1. José Antonio Severo disse:

    Amorim: veja este texto que influenciou a disparada da bolsa na sexta feira, feita por economistas especializados em analise estatística: “Ibope e Datafolha não ajustam sua amostra por renda. Ou seja, eles não “forçam” que a a população entrevistada reflita, em termos de renda, a população brasileiira (eles forçam a amostra apenas por idade, sexo e região). Isso gera grandes distorções: enquanto o datafolha têm mais de 40% da sua amostra em eleitores até 2 salários mínimos, dados da PNAD indicam que essa fatia do eleitorado é menos de 30%!

    Quando eu pondero os resultados por faixa de renda pelos pesos vindos do IBGE, eu vejo empate no Datafolha e Aécio 1% a frente no Ibope.

    No passado essa distorção não gerava grandes erros (fiz essa análise para a última pesquisa do 2o turno de 2010) porque a polarização por renda não era tão grande. Ou seja, essa metodologia funcionava no passado, onde a população brasileira se dividia, basicamente, por geografia e faixa etária Só que a divisão agora é sócioeconômica”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s