“Araguaia – Histórias de amor e de guerra” será indicado ao Prêmio Jabuti 2015. O livro, que descreve o conflito armado no sul do Pará durante o regime militar, vai concorrer como melhor obra na categoria reportagem.

araguaia_02_capa                      O novo livro do jornalista Carlos Amorim, lançado em novembro do ano passado (Ed. Record, 505 pgs, 58,00 nas livrarias), será indicado ao Prêmio Jabuti 2015, da Câmara Brasileira do Livro (CBL), disputando na categoria reportagem. O autor já venceu o maior certame literário do país em duas ocasiões: “Comando Vermelho – A história secreta do crime organizado” (1994) e “Assalto ao Poder” (2011). A nova obra de Amorim, “Araguaia – Histórias de amor e de guerra”, leva ao público uma nova versão acerca do maior evento de resistência armada contra a ditadura, seus antecedentes e consequências até os dias de hoje.

003

“Dei ao livro o título genérico de histórias de amor e de guerra porque já sabia que não seria capaz de contar uma história acabada do conflito no sul do Pará” – explica o autor. “A guerrilha do Araguaia, apesar de ter sido o maior e mais feroz evento de resistência contra a ditadura, é o episódio menos conhecido, uma história envolva em mistérios e segredos”- acrescenta o jornalista. “O trabalho consumiu mais de dez anos de pesquisas e outros dois diante do computador, para dar forma ao livro”.

“Araguaia – Histórias de amor e de guerra” tem prefácio do jornalista Palmério Dória (“A guerrilha do Araguaia”, Editora Alfa & Ômega, 1978) e comentários de José Antônio Severo, jornalista, escritor, produtor cinematográfico, especializado em história militar brasileira. Sobre o trabalho de Amorim, Severo comentou: “Trata-se de história, um livro de jornalismo histórico, apartidário”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para “Araguaia – Histórias de amor e de guerra” será indicado ao Prêmio Jabuti 2015. O livro, que descreve o conflito armado no sul do Pará durante o regime militar, vai concorrer como melhor obra na categoria reportagem.

  1. Júlio Fernandes disse:

    Finalizei a leitura hoje. Um excelente livro. Por diversas vezes, o livro me colocou dentro da mata junto com os guerrilheiros.

    Muito obrigado e parabéns.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s