Polícia Federal dá lição ao país e prende onze executivos das maiores empreiteiras. Inclusive os presidentes da Andrade Gutierrez e da Odebrecht. A nova fase da “Lava-Jato” ameaça PSDB e PT.

Delegados da PF durante a coletiva. Foto da Folha.

Delegados da PF durante a coletiva. Foto da Folha.

Na madrugada dessa sexta-feira (19 jun), centenas de agentes federais foram mobilizados para prender a elite dos executivos de empreiteiras brasileiras, inclusive os presidentes de duas das maiores companhias do país, a Andrade Gutierrez e a Odebrecht. Trata-se da 8ª fase da “Operação Lava-Jato”, que investiga o chamado “petrolão”. Em entrevista coletiva na manhã de hoje, os delegados da PF disseram: “ninguém está acima da lei, nem por seus altos cargos, nem por seu poder econômico”. Esses homens do poder são acusados de um desvio inacreditável de dinheiro público, em torno de 20 bilhões de reais.

As acusações: formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e formação de cartel para fraudar licitações públicas. Para quem não sabe, crime organizado é isso: gente acima de qualquer suspeita roubando descaradamente. E roubando bilhões! O mesmo tipo de pessoa que defende o endurecimento das leis contra os pobres. Nesse caso, os delegados federais disseram que os crimes ocorriam há mais de 15 anos. Portanto, atingindo governos do PSDB e do PT. Se 20 bilhões de reais virassem comida, não haveria mais famintos no Brasil.

Empreiteiros presos, em reprodução da Folha.

Empreiteiros presos, em reprodução da Folha.

Evidentemente, uma ação policial desta envergadura mostra que o Brasil está consolidando as instituições democráticas. Mas as dúvidas continuam: por que a PF ainda não investiu contra os políticos envolvidos na maracutaia? Porque precisa de autorização do Judiciário, uma vez que os políticos dispõem de foro privilegiado. E por que o Judiciário não dá autorização? Essa pergunta ainda não tem resposta. Mas a própria PF nos dá uma pista: “Estamos atrás dos empregadores, não dos empregados” (ver a edição online de hoje da Folha de S. Paulo). Isto significa que os políticos são apenas “empregados” do poder econômico. Quem manda mesmo são os empreiteiros. Quanto maiores, mais poderosos, controlando a política através de doações de campanha ou de propina.

Este é o nosso país, sem maquiagem. Os investigadores da “Lava-Jato” também informaram que os crimes cometidos vão além da Petrobras, atingindo muitas outras obras públicas. Entre elas, a construção da usina nuclear de Angra 3. Agora: imagine esse tipo de gente construindo uma usina nuclear.

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s