Comissão do impeachment aprova depois de amanhã a continuação da ação contra Dilma. Na Câmara, o embate está mais difícil para as oposições. E uma pesquisa Datafolha revela: Lula está à frente da disputa presidencial para 2018.

impeachment 39

Confusão mostra a divisão na comissão especial. Imagem TV Câmara.

A Folha de S. Paulo publicou neste sábado (9 abril) uma pesquisa do Datafolha sobre o impeachment e a corrida presidencial para 2018. De açodo com a edição online do diário paulista, 61% dos entrevistados querem o impedimento da presidente e outros 58% querem que o mesmo aconteça com Michel Temer. Ou seja: mais da metade dos eleitores desejam uma solução pelas urnas, com a convocação de eleições gerais ainda este ano.

A grande surpresa da pesquisa está nos números para a corrida presidencial. No cenário mais provável, entre Lula, Marina Silva e Aécio Neves, o resultado seria o seguinte: Lula com 21%, Marina com 19% e Aécio com 17%. Com o candidato tucano Geraldo Alckmin: Marina ficaria com 23%, Lula com 22% e o governador de São Paulo com 9%. E se a disputa fosse com o senador José Serra: Marina e Lula com 22% e Serra com 11%. O resultado dá o que pensar. Em parte, explica a tempestade de acusações que desabou sobre o metalúrgico. Lula é o fator de desequilíbrio da disputa. Como diria o ministro Luís Roberto Barroso, um ponto fora da curva.

impeachment 40

A batalha na Câmara está prevista para 17 de abril. Foto do portal UOL.

Mas a barra está cada vez mais pesada para Dilma e o PT. Depois de amanhã, à tarde, a comissão especial deve aprovar a continuação do impeachment. Tudo sugere uma pequena maioria a favor das oposições. Mas, no plenário da Câmara dos Deputados, o jogo ainda pende para o governo. Os opositores não têm os 342 votos necessários. Segundo o Estadão de hoje, só contam com 287 votos. E a semana também promete novidades na área do Supremo Tribunal: podem ir a julgamento a posse de Lula na Casa Civil e o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Aliás, o Banco Central quer multar o deputado em 1 milhão de reais por causa de coisas bancárias não declaradas no exterior. Se ele pagar a multa, regulariza a situação fiscal, mas isto serviria como prova de que mentiu e pode ser cassado. Uma sinuca de bico.

Para os que acompanham a crise, será uma semana de fortes emoções.

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s