Suíça retém quase 3 bilhões de reais de origem duvidosa em contas bancárias de brasileiros. Uma delas seria usada por Henrique Eduardo Alves, ex-ministro de Temer.

henrique alves 01

Henrique Alves, quando era presidente da Câmara dos Deputados.

Henrique Eduardo Alves, ex-Ministro do Turismo de Temer, não pediu demissão por causa das delações de Sérgio Machado, esse que foi presidente da Transpetro, um sujeito envolvido em corrupção política há pelo menos dez anos, apadrinhado do PMDB que agora acusa. A causa da demissão é bem diferente: investigadores da Lava-Jato descobriram uma conta numerada na Suíça que teria sido usada por Alves para receber suborno. A revelação está na primeira página da Folha de S. Paulo de hoje (17 jun). E como a bomba ia estourar, o ministro pediu as contas. Foi o terceiro de Temer a cair sob suspeita de corrupção.

Os procuradores e delegados federais da Lava-Jato têm ótimo relacionamento com as autoridades monetárias e judiciais suíças. A ponto de ter sido criada uma força-tarefa naquele país, reunindo mais de 20 especialistas suíços em fraudes bancárias. Tudo para atender à demanda brasileira por contas secretas utilizadas para movimentar dinheiro de políticos e aproveitadores da política, como empresários inescrupulosos, funcionários de estatais que se vendem, doleiros e operadores de partidos políticos. E os suíços ajudam bastante: só este ano descobriram quase mil dessas contas, incluindo as da família Cunha, espalhadas por 40 bancos.

henrique alves 02

Bancos suíços não são mais um paraíso de bandidos.

As instituições bancárias mais usadas por nossos trambiqueiros estão em Zurique, Berna, Lausanne e Lugano. Até agora, em números do início de maio, os suíços já bloquearam quase 3 bilhões de reais de origem duvidosa em contas naquele país. O governo de lá informa que o escândalo do “petrolão” é o maior da história do país no pós-guerra. Deixa para trás ditadores africanos e árabes – é maior do que a roubalheira na FiFA.

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s