Força-tarefa da Lava-Jato acusa Lula: “Foi o maestro de uma orquestra criminosa” que saqueou o país. Os acusadores fizeram um show para a grande mídia, um discurso eminentemente político para destruir o candidato do PT em 2018. Tudo transmitido ao vivo. Mas se recusaram a dizer se pediram a prisão do ex-presidente.

operação aletheia 04

Lula acusado de corrupção e lavagem de dinheiro na Lava-Jato. Foto de divulgação.

                                   Procuradores federais, agentes da Receita e da Polícia Federal deram entrevista coletiva nesta quarta-feira (14 set), em Curitiba, para formalizar acusações contra Lula e a mulher dele, Marisa Letícia: corrupção e lavagem de dinheiro no valor de 3,7 milhões de reais. Foi um longuíssimo discurso, fazendo crer que iriam revelar todas as mazelas políticas do país. Um palanque eletrônico, com projeção de imagens em um telão e transmissão ao vivo pelo rádio, na TV e na Internet. Parecia que o MPF estava criando um partido político para disputar eleições.

                                   Após mais de uma hora de explicações, a força-tarefa da Lava-Jato, retomando inclusive o processo do “mensalão”, já julgado pelo STF, afirmou que era tudo a mesma coisa, uma “propinocracia” instalada no país. Concluiu apresentando duas denúncias: Lula e Marisa Letícia receberam 3,7 milhões de reais da Construtora OAS, disfarçados na compra de um apartamento triplex no Guarujá (SP) e em pagamento de um depósito da Granero, onde foram abrigados os bens do ex-presidente ao deixar o Planalto. Mais nada. No entanto, nesse quesito, as provas parecem robustas. Aparentemente, Lula e Marisa Letícia esconderam a propriedade do tal apartamento do Guarujá. No proto, algo estranho aconteceu.

                                   Mas é surpreendente que o MPF tenha se recusado a informar aos jornalistas se pediu ou não a prisão do casal. Um dos coordenadores da Lava-Jato disse que o Ministério Público fala sobre o que fez, mas não sobre o que fará. Que mistério é esse? Teme uma reação popular? No ambiente político, o que se espera é o pedido de prisão  contra Lula e a mulher.  

                                   Já escrevi aqui, mais de uma vez, que o projeto conservador que está no poder tem três metas: derrubar o governo de Dilma Rousseff, prender Lula e cassar o registro eleitoral do PT. A primeira fase foi cumprida. Agora, tenta-se a segunda. Cassar o PT vai ser um pouco mais difícil. O Planalto de Michel Temer quer evitar uma confrontação nas ruas. Tanto que adiou para o ano que vem a discussão da reforma trabalhista.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s