Cai o 6º ministro e Temer se reúne com a cúpula do PSDB. Os tucanos apoiam o governo que aí está, mas não dizem se vão colocar um ministro no lugar de Geddel.

fhc-e-aecio-02

Aécio e FHC deixam o Palácio da Alvorada, após encontro com Temer. Foto Valter Campana/Agência Brasil.

                                    Geddel Vieira Lima, o principal assessor do presidente Michel Temer, pediu demissão diante da avalanche de acusações contra ele. Teria usado o cargo para tentar tirar vantagens pessoais. É o 6º ministro a cair em apenas seis meses de governo, cada um envolvido em algum escândalo. Imediatamente após a demissão, Michel Temer se reuniu com a alta cúpula do PSDB. Lá estavam José Serra, Aécio Neves, Alckmin e o próprio Fernando Henrique Cardoso. Foram emprestar apoio ao encurralado Temer e – é claro – tirar uma casquinha da crise política de um governo que se esfarela. Quem sabe os tucanos não emplacam mais um ministro no lugar daquele caído?

                                   Geddel, aliás, ficou sem cargo, sem foro privilegiado e sem vista para a Baía de Todos os Santos. Aquele fabuloso empreendimento imobiliário, que iria deformar o centro histórico de Salvador, parece ter micado de vez.

                                   De volta aos tucanos. Depois de deixar a reunião com o presidente Temer, FHC falou aos jornalistas. Disse duas frases fortes: o governo Temer pode ser “uma pinguela, mas é o que temos”; e assegurou que o próximo presidente do Brasil estava naquela reunião. Mas não disse quem. Ele sabe que a luta interna no PSDB é perigosa para o partido. O mais forte pré-candidato é Geraldo Alckmin, que acaba de obteve estrondosa vitória eleitoral em São Paulo. Só que Serra e Aécio também têm pretensões ao Planalto. O PSDB perdeu as quatro últimas eleições presidenciais. Se não tomar muito cuidado, pode perder mais uma e ainda rachar o tucanato.

                                   Um dos grandes problemas para os tucanos é se confundirem com o governo Temer. Ao que tudo indica, as coisas vão piorar. E muito.   

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s