João Dória faz tratativas para transferir o líder do PCC para presídio federal fora de São Paulo. Foi promessa de campanha jogar duro contra o crime organizado. Mas – agora – bate um medinho no governador. Principalmente, diante dos episódios de violência no Ceará.

marcola 01

Marcola, o líder do PCC. Imagem TJSP.

 

                                   O governador de São Paulo, João Dória, que durante os últimos momentos da campanha eleitoral adotou o discurso bolsonarista, agora tem um problema. O presidente pode dizer que vai prender e arrebentar. O ministro da Justiça, o advogado Sérgio Moro, diz que vai reformar as leis para endurecer o combate à corrupção e ao crime organizado. Mas são palavras ao vento. Quem precisa por as botas no chão são os governadores. São eles que pagam a conta. João Dória – ao que tudo indica – não quer ver São Paulo em chamas, como acontece agora no Ceará.

                                   Doria gosta de tudo bonitinho, tudo certinho, tudo combinado. Mas quando se trata de um gesto emblemático como o isolamento de Marcola em Catanduvas, o presídio federal de segurança máxima no Paraná, o jogo muda bastante. Na verdade, as negociações começaram em setembro do ano passado, quando o governador Márcio França (PSB-SP), queria fazer um movimento dramático em busca da reeleição. Foi aconselhado a desistir. Poderia enfrentar a mesma encrenca de Cláudio Lembo, em 2006, quando era governador interino.

                                   Agora há um impasse. Marcus Herbas Camacho, o Marcola, está em silêncio, como é do feitio dele. O PCC evita fazer ações espetaculares em São Paulo, para evitar provocações. A facção está envolvida nos incêndios cearenses. Mas aqui, nada. A situação é fácil de entender: quem cuspir primeiro xinga a mãe do outro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Politica e sociedade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s